Castanha de Caju


Confira os 8 ótimos benefícios castanha de Caju para saúde:

1. PROTEGE CONTRA O CÂNCER E OUTRAS DOENÇAS

A castanha de caju é rica em calorias. 100 g de nozes fornecem 553 calorias. Castanha de caju são embalados com fibra dietética solúvel, vitaminas, minerais e numerosos fito-químicos de promoção da saúde que ajudam a nos proteger de doenças e câncer.

2. BENEFÍCIOS PARA O CORAÇÃO

Castanha de caju é rica em ácidos gordos monoinsaturados que como oléico e palmitoléico beneficiam o coração. Estes ácidos graxos essenciais ajudam a diminuir prejudicial LDL-colesterol, aumentando o bom colesterol HDL. Os estudos sugerem que a dieta mediterrânica, que é rica em ácidos graxos monoinsaturados ajudam a prevenir a doença arterial coronariana e acidentes vasculares cerebrais, favorecendo o perfil lipídico no sangue saudável.

3. FONTE DE MINERAIS ESSENCIAIS

Castanhas de caju são abundante fonte de minerais essenciais. Minerais, especialmente o manganês, potássio, cobre, ferro, magnésio, zinco, selênio e são concentradas nestas castanhas. Um punhado de castanha de caju por dia na dieta seria fornecer o suficiente destes minerais e pode ajudar a prevenir doenças de deficiência.

4. FONTE DE SELÊNIO

Selênio é um micronutriente importante, que funciona como um co-fator para enzimas antioxidantes tais como peroxidases glutationa, um dos antioxidantes mais poderosos no corpo.

5.  FONTE DE COBRE

cobre é um co-fator para muitas enzimas vitais, incluindo citocromo c oxidase e superóxido dismutase – outra função minerais como co-fatores para esta enzima são de manganês e zinco.

6. FONTE DE ZINCO

zinco é um co-fator para muitas enzimas que regulam o crescimento e desenvolvimento, a função gonadal, a digestão, e ADN – ácido nucleico síntese.

7. RICA FONTE EM VITAMINAS DO COMPLEXO B

A castanha de caju também são boas em muitas vitaminas essenciais, tais como o ácido pantoténico – Vitamina B5, piridoxina – vitamina B-6, riboflavina e tiamina – vitamina B-1. 100 g de castanha de caju fornece 0.147 mg ou 32% dos níveis diários recomendados de piridoxina. Piridoxina reduz o risco de homocistinúria, e anemia sideroblastic. A niacina ajuda a evitar “pelagra” ou dermatite. Além disso, estas vitaminas são essenciais para o metabolismo de proteínas, gorduras, hidratos de carbono e, ao nível celular.

8. AJUDA A DEIXAR OS OLHOS MAIS SAUDÁVEIS

Além disso, as castanhas de caju são também levar uma pequena quantidade de zea-xantina, um antioxidante importante flavonóide pigmento, o qual absorvido seletivamente na macula lutea da retina nos olhos. Pensa-se para proporcionar as funções de filtragem de raios UV e antioxidantes protetoras e ajuda a prevenir a degeneração macular relacionada com a idade (DMRI) em idosos.

CONFIRA A RECEITA DE UM REQUEIJÃO FEITO COM CASTANHA DE CAJU.

MAIS SOBRE A CASTANHA DE CAJU

A  castanha de caju compõe uma resina fenólica e urushiol, que é uma potente toxina cáustica para pele. Nas unidades de processamento, esta camada externa é torrado para destruir resina urushiol, e só então a sua castanha de caju comestível é extraído.

Castanha de caju fica na extremidade inferior do fruto de caju, parecido com um badalo de um sino. Botanicamente, a castanha, que é encontrada no fruto do caju, com casca dura externa uma única semente comestível conhecido comercialmente como castanha de caju.

castanha de caju mede cerca de um centímetro de comprimento, 1/2 polegadas de diâmetro, com a formato parecido com o feijão, com ponta afiada curvas suaves. Cada semente se divide em duas metades iguais como em leguminosas. castanha de caju tem cor branca com textura delicada e superfície lisa.

A castanha de caju é crocante, saborosa é uma ótima fonte de energia, antioxidantes, minerais e vitaminas que são essenciais para a saúde. Castanha de Caju, ou “caju” em Português, é um dos ingredientes populares em pratos doces como salgados bem em todo o mundo.

O cajueiro é uma árvore de tamanho médio, tropical pertencente a família Anacardiaceae, no gênero: Anacardium. Nome científico: Anacardium occidentale. O cajueiro é nativo da floresta amazônica do Brasil. Espalhou-se por todo o mundo pelos exploradores portugueses e hoje, é cultivado comercialmente no Brasil, Vietnã, Índia e em muitos países africanos. Cajueiro contem numerosos frutos comestiveis, em forma semelhante da pêra.

Fontes:

1. USDA nutrientes (Abre em uma nova aba)
2. Stanford escola de medicina. (Abre em uma nova aba)
3. EDIS – Universidade da Flórida. (Abre em uma nova aba)

Importante: Procure sempre a orientação de seu médico ou outro profissional de saúde qualificado antes de começar qualquer tratamento novo ou fazer alguma mudança num eventual tratamento existente.

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.