Pimenta Jalapeno, picância que faz bem pra saúde

Pimenta Jalapeno é  uma das pimentas mais utilizadas da culinária Norte-americana especialmente nos estados do sul, onde a cozinha mexicana é muito popular.

Assim como as outras variedades de pimenta, a pimenta Jalapeño é originária do México. De fato, o termo Jalapeño se originou na capital do estado mexicano Vera-Cruz, no leste do país, onde os primeiros colonizadores cultivaram a espécie por séculos.

Posteriormente, foi apresentada ao resto do mundo pelos exploradores espanhóis.

 

As vagens medem cerca de 4 a 10 cm em comprimento e apresentam uma fina película brilhante, com ponta ligeiramente afunilada.

No interior de todas as vagens há numerosas sementes brancas, pequenas, circulares e planas. As sementes estão ligadas à placenta central branca.

Assim como em outras pimentas, a pimenta Jalapeno possui forte sabor picante devido à presença de certos compostos alcaloides; capsaicina, capsantina e capsorubina.

Na escala de Scoville, as pimentas Jalapeño possuem pungência média entre 2500 a 4 mil unidades Scoville (SHU).

A título de comparação, os pimentões apresentam 0 unidades SHU, enquanto a pimenta mexicana habañeros possui entre 200 mil a 500 mil unidades.

Pimenta Jalapeno

Benefícios da Pimenta Jalapeno para a saúde

Propriedades medicinais

  • Contém capsaicina, um composto alcaloide que lhe confere forte sabor picante.
  • O nível de tolerância dos seres humanos às pimentas, incluindo à pimenta Jalapeño, pode apresentar ampla variação.
  • Sempre que possível, as pimentas Jalapeño devem ser consumidas com moderação para evitar experiências desagradáveis.
  • Em contrapartida, elas possuem em sua composição, inúmeros fitoquímicos conhecidos por suas propriedades de promoção e prevenção à saúde.
  • Resultados de estudos experimentais demonstram que a capsaicina apresenta atividade antibacteriana, anticarcinogênica, analgésica e antidiabética.

Redução do LDL-colesterol

Estudos também sugerem associação com redução dos níveis LDL-colesterol em indivíduos obesos.

Fonte de vitaminas

  • A pimenta Jalapeño é uma fonte rica de vitamina C.
  • As pimentas maduras possuem mais dessa vitamina do que as verdes. 100 g fornecem 118,6 µou 198% da ingestão dietética recomendada.
  • A vitamina C é um potente antioxidante hidrossolúvel, sendo necessária para a síntese do colágeno no organismo.
  • O colágeno é a principal proteína estrutural do organismo, responsável pela manutenção da integridade dos vasos sanguíneos, pele, tecidos, órgãos e ossos.
  • O consumo regular de alimentos ricos em vitamina C auxilia a proteção contra o escorbuto, desenvolve resistência contra agentes infecciosos, fortalecendo a imunidade e eliminando os radicas livres nocivos e pró-inflamatórios.
  • Contém níveis consideráveis de Vitamina A e flavonoides, como o β-caroteno, o α-caroteno, luteína, zeaxantina e criptoxantina.
  • Essas substâncias antioxidantes auxiliam na proteção do organismo contra os efeitos adversos dos radicais livres originados em condições patológicas e de estresse.
  • A pimenta Jalapeño se destaca por possuir maior quantidade de piridoxina, vitamina E, vitamina K do que as outras variedades de pimenta.
  • A vitamina K aumenta a massa óssea e promove a atividade osteoblástica.
  • Também possui efeito benéfico em pacientes com doenças de Alzheimer, atenuando as lesões neurológicas.

Tabela nutricional

Veja a tabela abaixo para análise detalhada de nutrientes:

Pimenta Jalapeno ( Capsicum annum )

Valor nutricional por 100 g.

Princípio Valor nutricional Recomendação diária
Energia 29 kcal 1,5%
Carboidratos 6,50 g 5%
Proteína 0,91 g 2%
Gordura total 0,37 g 2%
Colesterol 0 mg 0%
Fibra dietética 2,8 g 7%
Vitaminas
Folatos 27 µg 7%
Niacina 1,280 mg 8%
Ácido pantotênico 0,315 mg 6%
Piridoxina 0,419 mg 32%
Riboflavina 0,070 mg 5%
Tiamina 0,040 mg 3%
Vitamina A 1078 UI 36%
Vitamina C 118,6 mg 198%
Vitamina E 3,58 mg 24%
Vitamina K 18,5 µg 15%
Eletrólitos
Sódio 3 mg <0,5%
Potássio 248 mg 5%
Minerais
Cálcio 12 mg 1,2%
Cobre 0,046 mg 5%
Ferro 0,25 mg 3%
Magnésio 15 mg 4%
Manganês 0,097 mg 4%
Fósforo 26 mg 5%
Selênio 0,4 µg <1%
Zinco 0,14 mg 1%
Fito-nutrientes
Caroteno-ß 561 µg
Caroteno-α 67 µg
Criptoxantina-ß 105 µg
Luteína-zeaxantina 861 µg
Fonte: base de dados do USDA National Nutrient

Seleção e armazenamento

Durante os meses de inverno, são importadas de países da América Central, especialmente do México.

Você pode encontrar pimentas Jalapeño orgânicas em supermercados que comercializam produtos locais.

Compre pimentas firmes, verdes, frescas, de tamanho uniforme, brilhantes e com pontas afuniladas. Evite comprar vagens murchas, com rachaduras, com cortes ou com imperfeições.

Elas se conservam bem por até uma semana, quando armazenadas em um compartimento dentro da geladeira com alta umidade.

A Pimenta Jalapeno em conserva pode ser armazenada por muitos meses quando mantida em refrigeração.

Preparação e métodos culinários para a Pimenta Jalapeno

Para prepará-la, lave-a abundantemente em água fria e seque-a com um papel toalha.

Como precaução, use luvas para o manuseio.

Remova o talo, fatie-as da maneira que você desejar.

Descarte as sementes e a placenta branca central para evitar excesso de pungência.

A cocção em fogo médio pode reduzir a pungência e proporcionar sabor defumado às pimentas.

As pimentas Jalapeño foram introduzidas com sucesso nas residências norte-americanas a partir do seu uso extensivo na culinária texicana/mexicana, nas suas formas frescas, grelhadas, defumadas e em conserva, encontradas em uma variedade de países da América Latina e da cozinha asiática.

Exemplos de uso:

  • Podem substituir os pimentões na preparação Ratatoille, uma receita tradicional da Occitânia, região sudeste da Europa.
  • Podem ser utilizadas para preparar Pico de gallo, um ingrediente típico da culinária mexicana.
  • Podem ser consumidos com outras frutas e vegetais, como por exemplo, molhos, guacamole, chutneys e saladas.
  • Para preparar pimentas Jalapeños recheadas, remova as sementes e recheie-as com molho, queijo, etc.
  • A cozinha americana com influência da culinária texana / mexicana utiliza basicamente os Jalapeños secos e defumados Chipotle.
  • Adicione as pimentas Jalapeño como recheio de pizzas.
  • As pimentas Jalapeño em conserva podem ser consumidas com sanduíches, tortas, hambúrgueres, etc.
  • Essas pimentas são um dos ingredientes mais comuns na culinária do Texas/México, como os nachos, chili com queijo e Fajita.
  • Elas podem ser adicionadas a ensopados de vegetais, carnes, mariscos e aves para conferir sabor e ardência.

Aviso de segurança

Como as outras pimentas, a jalapeño também contém compostos ativos como a capsaicina, que lhes confere sabor picante.

Mesmo pequenas quantidades, a Pimenta Jalapeno causar grave irritação e sensação de queimação na boca, na língua e na garganta.

A capsaicina inicialmente provoca inflamação quando em contato com a mucosa da cavidade oral, garganta e estômago, podendo causar sérias sensações de queimação quando percebidas pelos nervos que envolvem a mucosa.

Consumir iogurte frio dilui a concentração de capsaicina, evitando o contato da pimenta com a parede estomacal e auxiliando na redução dos sintomas de queimação.

Evite contato com os olhos após manusear a pimenta Jalapeño.

Em caso de contato com os olhos, enxague abundantemente com água fria para reduzir a irritação.

Como as outras pimentas, a pimenta Jalapeño pode agravar as condições gastrite, úlcera estomacal e o refluxo gastroesofágico.

O consumo de pimentas deterioradas impõe um risco à saúde devido à exposição a um componente químico chamado aflotoxina, que está associada ao câncer de estômago, de fígado e de colo.

Fontes

 

 

40 alimentos que curam – plantas medicinais | Forma Saudável
Chá vermelho, sabor que acalma, previne contra o cancer e muito mais
O chá da raiz de chicória traz mais benefícios à saúde do que o café
Cogumelo Enokitake pode ser um bom aliado contra o câncer
Semente de feno-grego, saúde da prevenção do câncer à amamentação.

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.