Cravo da índia, uma especiaria que faz seu prato especial e mais saudável

O Cravo da Índia é um condimento amplamente apreciado e reconhecido no mundo inteiro, seja por suas propriedades medicinais ou por sua utilização na culinária.

Os cravos são originários de uma árvore tropical perene nativa da Indonésia.

Botanicamente, o cravo pertence à família Myrtaceae, gênero Syzygiume de nome científico Syzyigium aromaticum.

Nos seus primeiros estágios de desenvolvimento, os cravos são na realidade, botões de flores pálidos, que se tornam verde gradualmente, para enfim apresentarem uma coloração vermelha brilhante na época da colheita.

Os cravos geralmente são colhidos manualmente quando eles alcançam 1,5 a 2 cm de comprimento sendo posteriormente desidratados e moídos antes de serem distribuídos aos mercados.

A estrutura do cravo consiste de um longo cálice de onde surgem quatro sépalas e quatro pétalas fechadas.

Essas pétalas fechadas desenvolvem-se em uma pequena bola (cúpula) no topo. O óleo essencial do cravo contém Eugenol, uma substância que lhe confere aroma doce.

cravo  da índia

Benefícios do cravo da índia à saúde

Propriedades Medicinais

  • O cravo da Índia é conhecido por apresentar atividades antioxidantes, antissépticas, anestésicas, anti-inflamatórias, rubefacientes.
  • O cravo contém uma substância benéfica à saúde chamada Eugenol, obtida a partir da extração do seu óleo essencial.

Essa substância faz parte de uma classe de componentes químicos denominada Fenilpropanóide que confere fragrância agradável e aroma doce ao cravo.

O Eugenol possui propriedades anestésicas e antissépticas.

Dessa maneira é útil tanto no tratamento quanto nos cuidados essenciais dos dentes.

Óleo essencial

Outros importantes componentes do cravo obtidos a partir do seu óleo essencial incluem:

  • Compostos químicos do grupo dos taninos, tais como o acetileugenol, β-cariófileno, vanilina, ácido maslínico, ácido galotânico e salicilato de metila (analgésico).
  • Compostos químicos do grupo dos flavonoides: eugenina, kaempferol, ramnetina e eugenitina.
  • Compostos do grupo dos triterpenos: ácido oleanólico, estigmasterol e campesterol.
  • O cravo também possui inúmeros compostos do grupo dos Sesquirterpenos.

Saúde Digestiva

  • Os compostos químicos presentes no cravo aumentam a motilidade intestinal e a capacidade digestiva ao favorecerem a secreção de enzimas gastrointestinais.
  • Aliviam os sintomas da indigestão e a constipação.

Fonte de Minerais

O cravo contém níveis adequados de potássio, manganês, ferro, selênio e magnésio.

  • O potássio é um eletrólito essencial às células e aos fluídos corporais que controlam o ritmo cardíaco e a pressão sanguínea.
  • O corpo humano utiliza o manganês como cofator da enzima Superóxido dismutase.

Propriedades Antioxidantes

  • O cravo contém altos níveis de vitamina A e β-caroteno. Esses compostos são conhecidos por suas propriedades antioxidantes.
  • O organismo necessita de Vitamina A para a manutenção da integridade da mucosa, da pele e para o bom funcionamento da visão.
  • O consumo de alimentos ricos em flavonoides protege o organismo contra os cânceres de pulmão e de boca.

Fonte de Vitaminas

  •  É uma boa fonte de Vitamina K, Vitamina 6 (Piridoxina), Vitamina B1 (Tiamina), Vitamina C e Riboflavina.
  • O consumo de alimentos ricos em Vitamina C auxilia o organismo a desenvolver resistência contra agentes infecciosos e a eliminar os radicais livres.

Tabela Nutricional

Veja a tabela com os dados nutricionais do cravo da índia (valores nutritivos para cada 100g)

 
Princípio Valor Nutricional Recomendação diária
Energia 47 Kcal 2%
Carboidratos 10.51 g 8%
Proteína 3.27 g 6%
Gordura Total 0.15 g 0.5%
Colesterol 0 mg 0%
Fibras dietéticas 5.4 g 14%
Vitaminas
Folatos 68 µg 17%
Niacina 1.046 mg 6.5%
Ácido pantotênico 0.338 mg 7%
Piridoxina 0.116 mg 9%
Riboflavina 0.066 mg 5%
Tiamina 0.072 mg 6%
Vitamina A 13 IU 0.5%
Vitamina C 11.7 mg 20%
Vitamina E 0.19 mg 1%
Vitamina K 14.8 µg 12%
Electrólitos
Sódio 94 mg 6%
Potássio 370 mg 8%
Minerais
Cálcio 44 mg 4%
Cobre 0.231 mg 27%
Ferro 1.28 mg 16%
Magnésio 60 mg 15%
Manganês 0.256 mg 11%
Fósforo 90 mg 13%
Selênio 7.2 µg 13%
Zinco 2.32 mg 21%
Fito-nutrients
Caroteno-ß 8 µg
Cripto-xantina-ß 0 µg
Luteína-zeaxantina 464 µg
 Conte: USDA National Nutrient data base

Seleção e armazenamento 

O cravo pode ser facilmente encontrado nos supermercados.

Os de boa qualidade possuem fragrância doce quando apertado entre os dedos polegar e indicador.

É preferível comprá-los em sua forma íntegra ao invés do pó, já que em algumas situações o cravo em pós pode estar adulterado.

Os cravos devem ser adquiridos com caules e sépalas íntegros.

Devem ser armazenados em ambiente escuro, fresco e em recipientes fechados.

Podem ser armazenados por até vários meses e moídos da maneira desejada.

O Cravo em pó deve ser armazenado em refrigeração, em recipientes herméticos e deve ser usado o mais rápido possível para evitar a perda do seu aroma.

Uso Medicinal

Propriedades medicinais

O composto Eugenol obtido a partir de seu óleo essencial tem sido utilizado em tratamentos dentários como anestésico local e antisséptico.

Diabetes

O consumo do Eugenol também está relacionado à redução dos níveis sanguíneos de glicose em pacientes diabéticos.

Entretanto, estudos mais rigorosos e detalhados são necessários para que seus benefícios sejam cientificamente comprovados.

Sistema digestivo

 A cocção do cravo é utilizada no tratamento da flatulência e no tratamento da indigestão.

Sugere-se que o cravo possua atividade antiparasitária.

Sistema ósseo e muscular

As substâncias voláteis do óleo essencial são responsáveis por sua característica ruberfaciente.

Em outras palavras, o óleo pode causar irritação e vermelhidão na pele devido à dilatação dos vasos sanguíneos e consequente aumento do fluxo de sangue na pele.

Esta propriedade o torna um remédio popularmente utilizado para alívio dos sintomas da artrite e inflamação muscular.

Esse remédio é usado tanto em banhos quentes de imersão ou como cataplasma, que é um medicamento feito do pó do cravo e aplicado sobre uma parte dolorida do corpo.

Terapia

O óleo essencial do cravo da Índia também é utilizado em aromaterapia.

Uso culinário

Para manter o aroma do cravo, este deve ser moído ou ralado imediatamente antes de ser adicionado à preparação culinária.

O ideal é que o cravo da índia seja o último ingrediente a ser adicionado, considerando que a cocção resultaria na perda de substâncias voláteis presente no óleo essencial.

Exemplos de uso:

Este condimento popular é utilizado na culinária asiática e chinesa desde tempos remotos.

O cravo é utilizado juntamente com outros condimentos como pimenta, gengibre, açafrão para temperar frango, peixes e carne.

  • Alguns pratos indianos utilizam o cravo da Índia como tempero do frango, arroz (Biryani) e em pratos vegetarianos, enquanto no oriente médio utiliza-se o cravo da Índia em carnes e arroz.
  • O cravo da Índia também é utilizado no preparo de sopas, molho de churrasco, conservas, além de ser um ingrediente do Curry.

Aviso de segurança

O consumo em excesso do cravo pode causar irritação gastrointestinal e patologias ligadas ao sistema nervoso central.

Indivíduos com úlcera estomacal colite ulcerativa e diverticulite devem evitar o consumo deste condimento.

O consumo do cravo também deve ser evitado durante a gravidez.

Fontes

  1. USDA National Nutrient Database. (em inglês)
  2. Gernot-Katzer’s spice pages. (em inglês)
Pimenta Jalapeno, picância que faz bem pra saúde
Sementes de erva-doce: descubra porque é uma das 9 ervas sagradas
Semente de alcaravia, a tradição da cozinha européia que arrasa na saúde
Melão Cantalupo: conheça 7 benefícios dessa fruta para a Saúde.
Alecrim é uma erva multifacetada reconhecida por sua notável atuação na nossa saúde

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.