Jujuba ou juá – descubra porque essa fruta está ganhando os brasileiros

A jujuba, conhecida como juá no nordeste brasileiro, é usada no oriente como produto medicinal.

Além de doce e saborosa, a jujuba contém 75% dos aminoácidos necessários que o corpo humano precisa.

O nome é o mesmo do docinho pelo seu formato e tamanho, mas nutricionalmente as jujubas não tem nada em comum.

Qual o segredo da jujuba?

A jujuba in natura ou seca é considerada uma fruta rica em nutrientes e muito valorizada na cultura chinesa.

Ela é uma poderosa fonte de nutrientes, vitaminas e minerais essenciais que são necessários para um crescimento saudável, desenvolvimento e bem-estar em geral.

Vitaminas e Fibras Vs Vitaminas e Minerais

Quem busca a combinação de vitaminas com fibras, a pedida é a jujuba fresca.

Agora, quem quer a junção de um belo concentrado de vitaminas e minerais deve consumir a jujuba seca.

Proteção para o sangue

A jujuba é rica em tanino, fortalecendo o organismo com propriedades anti-infecciosas, anti-inflamatórias e anti-hemorrágicas.

Em outras palavras, a fruta ajuda a prevenir tendências de sangramento fácil e a preservar a saúde do corpo como um todo.

Além disso, a fruta também é rica em Ferro, um importante componente da hemoglobina.

Dentro dos glóbulos vermelhos, o Ferro determina a capacidade de transporte de oxigênio do sangue.

Fonte de Vitamina C

A Juá fresca é uma das excelentes fontes de vitamina C, correspondendo a 115% da ingestão diária recomendada.

A vitamina C é um dos poderosos antioxidantes solúveis em água que ajudam a evitar os radicais livres prejudiciais do corpo humano.

Isso ajuda na síntese do tecido conjuntivo e no reparo de feridas.

Excelente fonte de cálcio

A jujuba seca é uma excelente fonte de cálcio.

O cálcio é um mineral importante que é um componente essencial do osso e dos dentes e requerido pelo corpo para a contração muscular, coagulação do sangue e condução do impulso nervoso.

A jujuba também tem Vitamina B

A fruta em sua versão natural ou seca carrega níveis modestos de vitaminas do complexo B.

A juá seca contém muito boas quantidades de piridoxina (vitamina B-6), niacina de tiamina, ácido pantotênico e riboflavina.

Essas vitaminas estão atuando como cofatores ajudam o corpo a metabolizar carboidratos, proteínas e gorduras.

 

Fontes

Nectarina, a deliciosa “irmã do pêssego”
Mangostão, que tal uma sobremesa que metaboliza carboidratos?
Kiwi é uma fruta deliciosa e rica que beneficia a saúde – descubra como
MELÃO CANTALUPO (Meloa)
20 de dezembro de 2017

Nenhum Comentário

Deixe um comentário.